fonte: CREMERJ

O CREMERJ repudia e mostra sua enorme preocupação ao projeto do Ministério da Saúde de retirar o médico da atenção primária no atendimento na triagem de câncer de colo e útero. Esta medida colocará em enorme risco a população pobre que depende do SUS. Não é trivial a coleta e interpretação de exames preventivos de colo do útero para detecção de câncer nem a avaliação da mamografia para detecção de câncer de mama.

“O Ministério da Saúde precisa resolver de forma séria e eficaz os números alarmantes de sífilis e câncer na população. E saber que isso se deve a esta retirada do médico da assistência nos últimos anos para economizar”, enfatizou o Representante do CREMERJ no CFM, Raphael Câmara.

“Esta medida só piorará o problema. O CREMERJ tomará todas as medidas para impedir a implementação deste projeto, inclusive as judiciais”, disse o Presidente do CREMERJ Sylvio Provenzano.